Sábado 19 de febreri a las 19.30h (espectáculo enmarcado en Circuito Ibérico de Artes Escénicas)
«Depois de uma primeira estreia deste texto em 2017, a CTB viu-se forçada (em virtude dos financiamentos para o quadriénio 18/21 e a consequente redução dos seus quadros) a parar a carreira do espectáculo. Retomamos agora este texto, com novo cenário, outros figurinos, outra dramaturgia e outros actores. Assumimos este projecto como ESTREIA. Mas queremos deixar aqui o
nosso reconhecimento ao primeiro elenco: Mafalda Canhola e João Lourenço.
Vindos dos outros lados do mundo, Ela e Ele, o Outro e a Outra, Um e Uma, “desencontram-se” num hostel de uma cidade húmida (Braga, Santiago). Cruzamentos de vidas em viagem, presas pela chave da porta. A fobia do encontro no enquadramento da foto, a vontade de representar no Skype e a solidão que a chuva miudinha acentua. Parafraseando Hopper, não existe uma distância demasiado fria. A coisa foi vista. O tempo parou. E os personagens vivem um acontecimento apaixonante, num quadro do desespero da nossa contemporaneidade».
Rui Madeira
Ficha artística:
autor | Bárbara Colio
tradução | Ivonete da Silva Isidoro
encenação | Rui Madeira
cenografia | Acácio Carvalho
figurinos | Manuela Bronze
iluminação | Nilton Teixeira
desenho de som | Pedro Pinto
gravação e edição audio das vozes | Luís Rosa Lopes
fotografia | Eduarda Filipa
design rótulo vinho “Passo Santo” | Ana Roque Sá
vídeo | Maria Augusta Produções
direcção de montagem | António Jorge
operação de som | João Chelo
elenco | Solange Sá, André Laires
Duração: 80 minutos
Classificação etária: maiores 14 anos
Descuento especial en taquilla para escuela oficial de idiomas (grupos de a partir de cuatro personas, 5 euros).
Anticipadas en La Industrial y en Oficina de Turismo y Librería del Instituto de Los Santos de Maimona (8 euros).
Resto de personas en taquilla (10euros)